Liberato Produções Culturais
domingo, 16 dezembro 2018
Ritos de Passagem

Blog Liberato

Lula é o nordestino que mais influenciou na história do Brasil?

por candidaluzliberato@gmail.com em 14/12/09 às 03:14

"Ritos de Passagem" trata justamente de dois nordestinos cuja atuação lá nos confins do sertão incomodaram e quase desestabilizaram os poderes constituídos, tal a força e oportunidade de suas propostas. Antonio Conselheiro, nos fins do século XIX enfrentou com sua comunidade de sertanejos pobres os generais mais graduados e seus experientes batalhões, vencedores da guerra do Paraguai, conflito decisivo no rumo da história do Brasil naquela época. Virgulino Lampião dominou vasto território abrangendo inúmeros estados nordestinos mantendo intrincada rede de relações políticas, tendo desafiado as forças policiais do governo em batalhas sem conta. "Ritos" rememora os fundamentos dessa história lembrando que o cenário estava preparado para que eles pontuassem e dessem um recado que o Brasil precisou pagar caro pra entender seu significado. Fazer ecoar tão longe um grito de afirmação por liberdade e justiça já não é escrever a história seja qual for o resultado? E se o resultado chega até nós na constatação da força de Lula rompendo alguns tabus na vida política da sociedade brasileira gigantescamente desigual em pleno século XXI, não remete a precedentes como o de Conselheiro e Lampião lá atrás no século XIX?

Comentários

José João Pereira 26/01/10 11:23
Eu lamento certos políticos nordestinos por que fazem oposição a Lula ventilam comentários maldosos tentando desistabilizar o seu trabalho, felismente o povo brasileiro já está calejado, não entra mas em certas conversas, nós devemos sentir orgulho não por ter um presidente nordestino, mas por ter um presidente que se preocupa com nordeste, que chora no solo onde nasceu.
Alba Liberato 16/12/09 12:52
Um capítulo da reconstrução dessa história, como diz Tito, já é um voto de confiança que "Ritos" não pode decepcionar. Devagar, com humildade porque a tarefa é grande, este desenho animado pode ser uma gotinha dágua no oceano da história sertaneja que faça diferença, como "Boi Aruá" fez no seu tempo de investir contra as normas do desenho apenas como diversão leve para crianças. Hoje, quando assistimos um documentário como "Persépolis", desenho animado que expõe com sagacidade e brilho a história recente de um país, uma responsabilidade nova se impõe aos animadores. Alba Liberato, a roteirista.
João Riso 16/12/09 10:21
É isso aí, pode-se discordar das atitudes políticas de Lula, pode-se antipatizar com seu jeito de ser, pode-se duvidar da eficacia dos programas em curso, mas há algo mais acontecendo neste solo pátrio além do que vinhamos conhecendo. Um cordão umbilical de forte potência o liga a raízes insuspeitáveis para quem não viveu outra realidade senão a do consumo confortável. Quem passou um dia caminhando em solo desértico sem água nem comida? Precisa ter um sinal do que é a seca que assola tanta gente pra ter idéia de que força é essa que esses líderes tiveram.
Tito 15/12/09 06:48
Não apenas remete, mas supera. Lula representa o "establishment", enquanto Lampião, o Governador do Sertão, e Conselheiro abalaram seus pilares. Um dia haveremos de resgatar essa história, e o filme pode já ser um capítulo dessa reconstrução. Parabéns pela iniciativa.
nadia 14/12/09 09:20
Sim, e como remete. A força e a determinação. A autenticidade. A certeza de que há uma tarefa a ser cumprida, custe o que custar. Vejo tudo isso em Lula, remetendo a outras figuras nordestinas, todas inconformadas, mas atuantes, corajosas e fortes.

Deixe seu comentário

DESENVOLVIDO POR BDGWEB © 2007. BDGBRASIL. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS bdgbrasil