Liberato Produções Culturais
domingo, 16 dezembro 2018
Ritos de Passagem

Blog Liberato

RITOS DE PASSAGEM

por candidaluzliberato@gmail.com em 12/12/09 às 03:53

 

RITOS DE PASSAGEM, é o novo longa metragem em animação do diretor Chico Liberato, ganhador do edital 2008 do Governo do Estado da Bahia, Fundo de Cultura- FCBA, Secretaria de Cultura, Secretaria da Fazenda , IRDEB- Instituto de Radio Difusão Educativa da Bahia e da TVE Bahia.

Baseado em dois personagens que conformam o imaginário do sertão nordestino, o Santo e o Guerreiro, os quais, após a morte, entram na barca de Caronte, o barqueiro do Rio da Morte, que lhes induz a reflexão sobre os atos e escolhas que cada um fez em resposta aos acontecimentos que a vida lhe reservou. Através dos ritos de passagem - nascimento, batismo, transição da juventude para a idade adulta, morte e transcendência - transcorrerá uma auto-análise, quando ambos discorrem sobre os acontecimentos vividos no contexto denso, dramático e adverso propiciado pelos rigores da vida áspera no sertão. Rigores que vêm gerando indivíduos carismáticos e controvertidos que arrastam atrás de si multidões em busca de uma terra mais justa e promissora.

O filme RITOS DE PASSAGEM remeterá o público às questões das mais fundamentais ao ser humano, quando na passagem da vida para a morte: o que fiz(emos) da minha(nossa) vida? Quais foram as conseqüências dos meus(nossos) atos?

Ao contar RITOS DE PASSAGEM estaremos apresentando as cantigas populares, cantos de trabalho, flora e fauna da região, folclore, costumes, indumentárias, hábitos, vocabulário, sotaques, etc., resultantes de um povo que pouco teve acesso às facilidades da civilização, vivendo o seu dia-a-dia baseado nas crenças, superstições, valores puros e forte religiosidade.
 


RITES OF PASSAGE tells the story of two characters typical of Brazil’s Northeastern backlands, Santo and Guerreiro, who, after they have died, get into a boat belonging to Caronte, boatman of the River of Death, who induces them to reflect on their deeds and choices in response to the events that life dealt them. Through their rites of passage - birth, baptism, transition from youth to adulthood, death, and transcendence - they undergo self-analysis, as they discuss the things they experienced in the dense, dramatic, and adverse context of life in the backlands. These experiences gave rise to charismatic, controversial individuals who are followed by multitudes in search of a fairer, more promising land.

The film RITES OF PASSAGE asks the audience to think about the most fundamental issues to human beings as they pass from life to death: what have I done with my life? What were the consequences of my acts?

The free association between the historical figures Conselheiro and Lampião and the two fictional characters here is a reminder that the same universal questions can be found in folk culture all over the world.

In RITES OF PASSAGE we will present the popular ballads, worksites, regional flora and fauna, folklore, customs, apparel, habits, vocabulary, accents, etc., of a people with little access to the comforts of civilization. They are superstitious, deeply religious, and have pure values

Comentários

Amerís 06/01/13 09:02
Candida, na década de 80, trabalhei por algum tempo na montagem do Boi Aruá. Estive em Salvador - início de Dezembro-e tive a grata satisfação de assistir à entrevista que seu pai e mãe deram na TV. Estou louquinha pra ter êsses vídeos. Não tenho idéia de como adquirí-los. Lembranças ao Chico e Alba. Muita saudades.
candidaluzliberato@gmail.com10/01/13 12:02Alo Ameris, lembramos bem de voce. Que bom que vc assistiu a entrevista que bom que está nos contactando. Vc quer uma copia da entrevista que Chico deu na TV ?? Coomo faço para te enviar?
sinval teles do sacramento 10/10/12 11:01
Maravilha,estou encantado com mais um trabalho deste brilhante artista,a riqueza das cores e texturas arrebatam,se for possível desejo a exibição no salão nobre da antiga Escola Técnica atual IFBA,seguido de comentários p/ os alunos,parabéns forte abraço a toda equipe.
candidaluzliberato@gmail.com10/01/13 12:00Boa noite Sinval, é possivel mostrar este trabalho na sua Universidade. Para quando vc quer isso ?
Erivaldo Fernandes Neto 25/07/12 08:52
Prezados, Parabéns pelo trabalho julgo que a obra é de grande qualidade. Gostaria de saber se o conteúdo é livre podendo ser distribuído de forma gratuita. Caso seja gostaria de saber como ter acesso ao material completo. Nos últimos anos tenho estudado a história do arraial de Canudos e da cidade de Belo Monte, me interesso muito pelo assunto. Abraços.
candidaluzliberato@gmail.com25/07/12 09:26Prezado Erivaldo, o conteudo nao será livre. Neste momento estamos captando recursos para fazer o lançamento em salas de cinema e confecção de DVD. Tão logo tenhamos este material finalizado lhe avisaremos. Grata
Kenia Brant 09/07/12 09:11
Cara Candida: Parabéns pela participação no Anima Mundi! E a partir de agora, nos interioranos (mineiros) como podemos ter acesso ao filme? Meu interesse vai além do pessoal, pois faço pesquisa em cultural oral - cordel - e este vídeo - ao que parece - pode vir a ser um excelente objeto de minha pesquisa. Aguardo contato. Um abraço. Kenia - Prof. Artes
candidaluzliberato@gmail.com10/07/12 08:50Prezada Kenia, grata pelo seu interesse. Em breve, mas sem data marcada ainda, o filme será lançado. Cópias em DVD e Blue Ray são feitas logo em seguida ao lançamento. Te avisaremos quando tivermos exemplares para vc. abracos
Rossane Nascimento 11/05/12 10:08
Tive a grata e honrosa satisfação de participar de uma sessão especial de cinema na casa/atelier de Chico Liberato, juntamente com Alba sua esposa e roteirista de cinema, o seu filho, o flautista João Liberato e Elomar, o também cineasta (com Roteiro de Cinema "A Casa dos Sete Candeeiros já acabado, prestes a entrar no forno, em mãos de diretores de Pernambuco). A sessão teve um caráter crítico-analítico do longa Ritos de Passagem, o novo longa metragem em animação do diretor Chico Liberato, o mesmo do longa O Boi Aruá. Me encantei com as cores fortes, verdeiras telas sendo desenhadas e coloridas, como se o pincel ali estivesse na minha frente. As cores Brasil, momentos de alta poética, como o nascimento em flor e o sentimento de Maria com suas bonecas. Instantes sinfônicos da pintura. Me arrepiei e fiquei orgulhosa de ser baiana, de ser brasileira e feliz em saber que nem tudo está perdido. Os poetas puros existem, poucos, mas intensos vivem defendendo a nossa bandeira de arte que se dissipa, eternizando na arte o que é nosso e que se está indo embora.
SUELY ALVES SANTOS 24/04/12 12:04
Sou professora de História e estou organizando um projeto didático sobre o mundo do sertão. Acho que essa animação pode cair como uma luva como fator motivador para os alunos . Gostaria muito de projetar esse filme para os meus alunos. Como posso adquiri-lo ?
candidaluzliberato@gmail.com25/04/12 11:35O filme está em fase final de finalização. Ainda não temos data para lançamento.
Fabio Morais 15/03/12 07:59
Gostaria que analisassem minha animação no yutube. O assalto 3gp e me orientassem em como agir com animação aqui na bahia. Fabio Morais. Feira de Santana. 9814 - 5697. fabiomorais2012@bol.com.br
Diego Luis 23/09/11 01:45
É VERDADE!!!!!!!!
Mauritano 12/03/10 04:04
o roteiro de Alba liberato vem buscando enfatizar os valores culturais de um povo forte sofrido...Ritos de Passagem... um breve relato de uma saga baseado na vida de dois homens que marcaram a história de um povo...(Lampiao e Antonio Conselheiro) o filme traz um pouco dessa realidade de uma maneira simbólica atravéz da arte naif mostrando, emblemas e ilustrações num jogo de cores e desenhos de Chico Liberato.
maros ribeiro 16/02/10 11:38
parabéns pela renovação o cinema baiano..estou anunciando o filme em meu blog.....www.macribial.blogspot.com aguardamos a tão esperada estréia....
candidaluzliberato@gmail.com 19/01/10 02:10
ainda estamos produzindo o filme. Portanto , não temos como dispor o material do filme completo. No entanto, tanto o diretor Chico Liberato, como a roteirista Alba Liberato estão à disposição para falar sobre o assunto. Se quiser, também pode visitar o estudio.
jandaira fernandes 19/01/10 11:07
Estou cursando antropologia e gostaria ver o filme completo pois agora estou estudando ritos de passagem e tenho um trabalho p apresentar. obrigada
maurício squarisi 16/12/09 04:30
"Ritos de Passagem" vem re-confirmar o vigor e a resitência do artista baiano. Assim como "Boi Aruá" continua um filme contemporâneo, essa nova produção mostra que criadores como Chico Liberato se adaptam à novas ferramentas e liguagens e mantém a essência da arte. Mais uma vez parabéns à toda a equipe que tive o prazer de conhecer, respeitar e admirar. Um forte abraço maurício squarisi
Quiá Rodrigues 16/12/09 03:08
Chico, Alba e Candida! Lindo material do longa novo...toda a força da arte de Chico e os meandros do roteiro de Alba. Parabéns e vida longa à essa união familiar em prol da animação!!
Monica Nunes 14/12/09 05:12
A mitologia grega,na presença do barqueiro Caronte,e sua eterna travessia,no rio da Morte...essa fusão mitologica,de culturas...gosto muito..!!
candidaluzliberato@gmail.com14/12/09 05:35Na verdade, as mitologias são reflexos das inquietações do homem. Tentativas de interpretar o desconhecido. Essas inquietações são as mesmas desde o inicio dos tempos. Neste filme a trouxemos para o nosso cenário: o brasileiro, nordestino, sertanejo. Uma oportunidade de aprofundarmos o estudo de como o nosso povo vivencia o desconhecido
Monica Nunes 14/12/09 04:45
A linguagem,de Chico Liberato é marcante...tem carisma. A mitologia resgatada, no sertão,é de arrepiar... sou fã,fico no aguardo da obra completa !! Grande abraço, Monica Nunes
candidaluzliberato@gmail.com14/12/09 04:55Tem razão, Mônica, a marca de Chico salta aos olhos. Quanto à mitologia do sertão ainda resta ser resgatada em toda sua inteireza, por mais que obras marcantes se refiram a ela, como este trabalho quer trazer. O sertão já não é o mesmo, há lugares onde se vaqueja numa moto, o que é desprezado pelos que se dizem verdadeiros vaqueiros, mas a mitologia está lá, aguardando este despertamento necessário à nossa cultura.

Deixe seu comentário

DESENVOLVIDO POR BDGWEB © 2007. BDGBRASIL. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS bdgbrasil