Liberato Produções Culturais
terça-feira, 12 dezembro 2017
Ritos de Passagem

Blog Liberato

Estrutura e Gênero Dramático (2)

por candidaluzliberato@gmail.com em 28/01/10 às 12:58

1º ATO. O Universo e sua amplitude sinalizando a dimensão  que cada indivíduo  tem de si próprio. Dentro do Universo,  a Terra e sua finitude onde se dá a trajetória de cada homem. O rito fúnebre de cada um dos dois protagonistas que exerceram grande influência na região desértica onde se situa a história, população esquecida dos mínimos direitos que assistem o homem.  Apresentação da barca onde navega o quinteto que interliga as realidades ordinária e extraordinária regendo a condução da trama pela reflexão que percorre todo o filme, em flash-backs, após ou durante cada acontecimento que se refere à vida dos dois protagonistas, acompanhando-os: o barqueiro Caronte que transporta as almas da margem dos vivos para a dos mortos; o Anjo, instância do Bem e o Demo, instância do Mal a disputarem ambos as duas almas.

Estrutura e Gênero Dramático (1)

por candidaluzliberato@gmail.com em 22/01/10 às 04:23

"Ritos de Passagem" se reporta a acontecimentos trágicos que constituíram a esperança de grande parte da população do sertão do Nordeste brasileiro no final do sec. XIX e início do sec. XX , tendo na condução da trama o suspense do julgamento das duas almas em questão, conforme seus merecimentos. Como referências dramáticas temos o teatro vicentino que tão bem expressa a cultura medieval dos valores sertanejos e a mitologia de todas as épocas que cria um universo simbólico presente em todos os momentos da vida vivida no árido do sertão, propiciando a extrema riqueza que povoa o imaginário da população até os nossos dias.  Assim Gil Vicente, João Cabral de Melo Neto, Ariano Suassuna, Lírio Ferreira, Geraldo Sarno, Glauber Rocha, Elomar Figueira de Mello, Luiz Gonzaga, J. Borges, Limeira, com suas obras entre elas "Vida e Morte Severina", "Baile Perfumado", "Pedra do Reino", "Deus e o Diabo na Terra do Sol" e tantos destaques destes e outros  autores inspiram este projeto, assim como toda a literatura de cordel que serve de substância popular dos acontecimentos aqui narrados. Como estrutura básica apresentamos 5 atos na seguinte sequência:

Matéria sobre Ritos de Passagem na Bravo!

por candidaluzliberato@gmail.com em 11/01/10 às 11:29

O encarte especial da revista Bravo!, edição Bahia de janeiro de 2010, apresenta uma matéria sobre a produção cinematográfica na Bahia e cita entre as diversas produções em realizações no Estado o filme Ritos de Passagem, como pode ser conferido no texto da página 38:
 "O animador Chico Liberato vai levar às telas uma história de dois personagens do imaginário do sertão nordestino: o Santo e o Guerreiro. Após a morte, eles embarcam na barca de Caronte, o barqueiro do Rio da Morte, que provoca nos personagens reflexões sobre os atos e escolhas de cada um. "Por meio dos ritos de passagem, transcorrerá a autoanálise dos personagens principais", revela. Para a realização do longa, foram contratados cerca de 90 profissionais, entre técnicos, artistas e equipe de apoio. O projeto ainda conta com artistas importantes, como Jackson Costa, Margareth Menezes, Ingra Liberato e o autor da música tema, Elomar Figueira Mello, que já havia trabalhado com o dirtetor em Boi Aruá".

A partir de que ponto uma revolta de "ninguéns" desestabiliza poderes constituídos?

por candidaluzliberato@gmail.com em 07/01/10 às 03:53

Antonio Conselheiro após uma peregrinação de 20 anos pelos sertões nordestinos prestando serviços motivados pela fé, mantem atrás de si um grupo crescente de adeptos. Prega a fraternidade que Jesus incentivou na prática do amor cristão, motiva a força de trabalho dos sertanejos para que sirvam e sejam servidos por seus iguais, destituídos de qualquer presença dos poderes oficiais, a não ser no que diz respeito ao abuso de poder. Dessa forma o sistema solidário forma as condições de confiança para que hordas de sertanejos ansiem por largar seu trabalho escravo e acompanhem a nova ordem onde todos terão teto e comida sob o abrigo do Nosso Bom Jesus. Fundam o lugar de morada definitiva e para lá segue multidão contínua de pobres que esvaziam a oferta de trabalho nas fazendas de toda a vasta e árida região. Está montado o arrazoado dos poderosos para alimentar todo tipo de intriga e pressupostos falsos, que exigem respostas cada vez mais incisivas até que o campo de batalha preparado para a carnificinse torna a única saída, como de fato aconteceu. Mas conclui Euclides: "Canudos não se rendeu. Exemplo único em toda a história resistiu até o esgotamento completo", Euclides da Cunha em "Os Sertões". 

RITOS DE PASSAGEM

por candidaluzliberato@gmail.com em 07/01/10 às 03:40

RITOS DE PASSAGEM, é o novo longa metragem em animação do diretor Chico Liberato, ganhador do edital 2008 do Governo do Estado da Bahia, Fundo de Cultura- FCBA, Secretaria de Cultura, Secretaria da Fazenda , IRDEB- Instituto de Radio Difusão Educativa da Bahia e da TVE Bahia.

Baseado em dois personagens que conformam o imaginário do sertão nordestino, o Santo e o Guerreiro, os quais, após a morte, entram na barca de Caronte, o barqueiro do Rio da Morte, que lhes induz a reflexão sobre os atos e escolhas que cada um fez em resposta aos acontecimentos que a vida lhe reservou. Através dos ritos de passagem - nascimento, batismo, transição da juventude para a idade adulta, morte e transcendência - transcorrerá uma auto-análise, quando ambos discorrem sobre os acontecimentos vividos no contexto denso, dramático e adverso propiciado pelos rigores da vida áspera no sertão. Rigores que vêm gerando indivíduos carismáticos e controvertidos que arrastam atrás de si multidões em busca de uma terra mais justa e promissora.

O filme RITOS DE PASSAGEM remeterá o público às questões das mais fundamentais ao ser humano, quando na passagem da vida para a morte: o que fiz(emos) da minha(nossa) vida? Quais foram as conseqüências dos meus(nossos) atos?

Ao contar RITOS DE PASSAGEM estaremos apresentando as cantigas populares, cantos de trabalho, flora e fauna da região, folclore, costumes, indumentárias, hábitos, vocabulário, sotaques, etc., resultantes de um povo que pouco teve acesso às facilidades da civilização, vivendo o seu dia-a-dia baseado nas crenças, superstições, valores puros e forte religiosidade.
 


RITES OF PASSAGE tells the story of two characters typical of Brazil’s Northeastern backlands, Santo and Guerreiro, who, after they have died, get into a boat belonging to Caronte, boatman of the River of Death, who induces them to reflect on their deeds and choices in response to the events that life dealt them. Through their rites of passage - birth, baptism, transition from youth to adulthood, death, and transcendence - they undergo self-analysis, as they discuss the things they experienced in the dense, dramatic, and adverse context of life in the backlands. These experiences gave rise to charismatic, controversial individuals who are followed by multitudes in search of a fairer, more promising land.

The film RITES OF PASSAGE asks the audience to think about the most fundamental issues to human beings as they pass from life to death: what have I done with my life? What were the consequences of my acts?

The free association between the historical figures Conselheiro and Lampião and the two fictional characters here is a reminder that the same universal questions can be found in folk culture all over the world.

In RITES OF PASSAGE we will present the popular ballads, worksites, regional flora and fauna, folklore, customs, apparel, habits, vocabulary, accents, etc., of a people with little access to the comforts of civilization. They are superstitious, deeply religious, and have pure values

RITOS DE PASSAGEM, é o novo longa metragem em animação do diretor Chico Liberato, ganhador do edital 2008 do Governo do Estado da Bahia, Fundo de Cultura- FCBA, Secretaria de Cultura, Secretaria da Fazenda , IRDEB- Instituto de Radio Difusão Educativa da Bahia e da TVE Bahia.

Baseado em dois personagens que conformam o imaginário do sertão nordestino, o Santo e o Guerreiro, os quais, após a morte, entram na barca de Caronte, o barqueiro do Rio da Morte, que lhes induz a reflexão sobre os atos e escolhas que cada um fez em resposta aos acontecimentos que a vida lhe reservou. Através dos ritos de passagem - nascimento, batismo, transição da juventude para a idade adulta, morte e transcendência - transcorrerá uma auto-análise, quando ambos discorrem sobre os acontecimentos vividos no contexto denso, dramático e adverso propiciado pelos rigores da vida áspera no sertão. Rigores que vêm gerando indivíduos carismáticos e controvertidos que arrastam atrás de si multidões em busca de uma terra mais justa e promissora.

O filme RITOS DE PASSAGEM remeterá o público às questões das mais fundamentais ao ser humano, quando na passagem da vida para a morte: o que fiz(emos) da minha(nossa) vida? Quais foram as conseqüências dos meus(nossos) atos?

Ao contar RITOS DE PASSAGEM estaremos apresentando as cantigas populares, cantos de trabalho, flora e fauna da região, folclore, costumes, indumentárias, hábitos, vocabulário, sotaques, etc., resultantes de um povo que pouco teve acesso às facilidades da civilização, vivendo o seu dia-a-dia baseado nas crenças, superstições, valores puros e forte religiosidade.
 


RITES OF PASSAGE tells the story of two characters typical of Brazil’s Northeastern backlands, Santo and Guerreiro, who, after they have died, get into a boat belonging to Caronte, boatman of the River of Death, who induces them to reflect on their deeds and choices in response to the events that life dealt them. Through their rites of passage - birth, baptism, transition from youth to adulthood, death, and transcendence - they undergo self-analysis, as they discuss the things they experienced in the dense, dramatic, and adverse context of life in the backlands. These experiences gave rise to charismatic, controversial individuals who are followed by multitudes in search of a fairer, more promising land.

The film RITES OF PASSAGE asks the audience to think about the most fundamental issues to human beings as they pass from life to death: what have I done with my life? What were the consequences of my acts?

The free association between the historical figures Conselheiro and Lampião and the two fictional characters here is a reminder that the same universal questions can be found in folk culture all over the world.

In RITES OF PASSAGE we will present the popular ballads, worksites, regional flora and fauna, folklore, customs, apparel, habits, vocabulary, accents, etc., of a people with little access to the comforts of civilization. They are superstitious, deeply religious, and have pure values

DESENVOLVIDO POR BDGWEB © 2007. BDGBRASIL. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS bdgbrasil